A vida é um Triatlo

Por: Ruth Manus

A vida é um triatlo

No qual 30 jogadores de rugby correm atrás de você, te espetando com espadas de esgrima.

6:30 da manhã, o despertador toca como o tiro da largada da corrida. Eu não entendo nada. Hoje é sábado? É sexta? Não, ainda é quarta. Ai Deus. Minha cama parece aquela piscina de 5 metros de profundidade dos saltos ornamentais, tento sair mas não alcanço a borda, fico balançando as pernas, afundando no meio das cobertas, nem tem escadinha na borda pra ajudar.

Levanto, finalmente, como um cavalo enfurecido que não está sabendo lidar com os obstáculos da prova de hipismo. Tropeço num par de sapatos, chuto o pé da mesinha, cai tudo, dou de cara com a porta do banheiro que eu achei que estava aberta, dou coice em quem falar comigo. Não faz nem 10 minutos que eu acordei e já estou mais puto do que um treinador chinês de halterofilismo.

Entro no banho e, de repente, lembro que marquei uma reunião às 8 da manhã. Começa então uma série de movimentos cravados no melhor estilo nado sincronizado. Estica os braços/enfia a roupa/pula dentro do sapato/estica o braço direito/ pendura a bolsa no braço/estica o outro braço/pega uma banana/abre a porta/segura o celular na orelha com o ombrinho/dá uns pulinhos para não perder o elevador.

No transporte público rola um tipo de partida de rugby: um monte de gente troglodita te atropelando e você segurando suas coisinhas, querendo apenas sobreviver até o seu destino. Olho para o relógio: 7:42. Penso no meu chefe. É uma mistura entre o treinador chinês e o jogador de rugby da outra equipe.

Chego no trabalho como uma ginasta correndo para tomar impulso. Dou um mortal para dentro do banheiro, lavo as mãos, lavo rosto, dou um mortal para trás para pegar a pasta na minha mesa, duplo twist carpado para a sala de reuniões, 8:01, quase levanto os dois braços, estufo o peito e viro pra lá e pra cá, para que aplaudam minha chegada.

Começa então a partida de tênis de mesa: você trouxe o relatório?/não, quem ia trazer o relatório era você/eu não, o Tavares me disse que você tinha os dados/mas a Maria Julia disse que você estava responsável por esse cliente/eu só trouxe os documentos/ eu só trouxe a proposta.

De tênis de mesa, a reunião se transforma em um tatame. Todo mundo se derrubando gentilmente. Aparecem umas informações desconhecidas que parecem espadas de esgrima, que começam a espetar sua barriga e te deixar meio em pânico. Mas você mantém sua cara amigável, que lembra um russo que faz arremesso de peso. A reunião demora mais que partida boa de tênis. Todo mundo exausto, se odiando um pouquinho, mas mantendo o espírito esportivo, “nos vemos no almoço!”.

Então vem o almoço. Foi dada a largada para o revezamento no self service. Quando você vê já está comendo lasanha com alface, filé de frango, purê de batata, linguiça calabresa, spaghetti, farofa, tomate, vagem, arroz, lentilha, feijão preto, strogonoff e polenta frita. Sai de lá com o porte perfeito para ir direto para uma luta greco romana.

Mas não. Volta para as lutas do trabalho mesmo. Judô com o Almeida do financeiro que esqueceu a sua fatura, karatê com o motoboy que esqueceu de trazer seus papéis, taekwondo com você mesmo que esqueceu a senha do servidor. Depois é driblar o chefe, driblar o sono, driblar o pão de mel na mesa ao lado que todo dia você pensa em roubar da Vanusa.

Chego em casa, pego a correspondência. Conta de luz, conta de água, conta do celular, fatura do cartão, nocaute. Arranco os sapatos numa fração de segundos. Olho para a cama e nem preciso da vara para fazer um salto majestoso em cima dela. Arremesso a roupa suja no cesto. Pela distância são 3 pontos. Aponto o controle remoto de pilha fraca com a minha melhor pontaria na direção da TV.  Canal de esporte. Não posso perder os jogos olímpicos. Eles só acontecem a cada 4 anos.

Publicado em: http://vida-estilo.estadao.com.br/blogs/ruth-manus/a-vida-e-um-triatlo/

Anúncios

O que me deixa puto sobre a vitória da judoca Rafaela Silva

Por: Ryo

Mulher, negra e vinda da periferia.

Mas o ponto de destaque foi além disso. Rafaela Silva havia sido duramente criticada na sua derrota em 2012. E depois dessa linda história de superação, ela está sendo venerada.

E isso me deixa inconformado e muito puto.


Se você ainda não entendeu o que me irrita, então esse texto é para você.

A questão é que ninguém captou a mensagem que a história da judoca nos deixou. Porra! Não é óbvio?

Não se trata da superação de uma atleta que ganhou o ouro. Foda-se o ouro.

O problema do Brasil e do brasileiro é que a nossa cultura só sabe enxergar quem está no topo. Antes, Rafaela Silva foi chamada de “macaca” e ninguém dava a mínima. A coisa só se tornou importante quando ela ganhou.

Pense um pouco. Se ela não tivesse vencido, você ainda teria se importado?

Óbvio que não. Somos hipócritas e nojentos.

Dói no fundo da minha alma observar essas coisas. De verdade, eu não sei o que sentir.

Anderson Silva era um herói nacional até ter perdido uma luta. Cada vez mais ele tem sido deixado de lado.

Neymar era o gênio do futebol, ou pelo menos até o fatídico 7×1. Então repentinamente surge Marta!

Mas até quando? Pessoas são assim, tão descartáveis?

É uma noção doentia de heroísmo, onde nossos ícones precisam estar constantemente vendendo as suas almas para nos agradar.

“As equipes masculinas só estão decepcionando a gente”. Coloque-se no lugar de um atleta que perdeu e meça o peso das suas palavras. Quantos sonhos você quer destruir?

Herói não é quem vence. Herói é quem se levanta novamente.

Você já imaginou que cada atleta ali já passou por uma história parecida com a da Judoca?

Mesmo vivendo em um país onde não existe mínimo incentivo aos esportes, eles tem continuado a fazer aquilo que amam.

Derrota após derrota, eles têm se levantado. Alguns nunca ganharão medalhas. Serão os eternos “perdedores” do Brasil.

Ainda assim eles continuam! Isso sim é heroísmo!

E se você entendeu a mensagem até agora, então você provavelmente não entendeu nada.

Porque eu não estou falando dos esportistas que estão competindo. Eu estou falando de cada indivíduo deste país que ainda não ganhou no próprio jogo da vida.

Você não deveria comemorar a vitória de alguém que você não conhece, pelo menos não enquanto não estiver apoiando aqueles ao seu redor.

Seus amigos estão sendo derrotados todos os dias. Eles são duramente criticados e chamados de “macacos” pelos seus próprios demônios internos. Você sabe como é isso não é?

Tentar fazer algo e falhar. Pensar consigo mesmo “eu não consigo”. Abandonar os seus sonhos. Não ter o apoio de ninguém.

Quem vence não precisa de apoio. Deveríamos apoiar quem ainda está na jornada. Deveríamos apoiar quem já perdeu.

Comemorar a vitória da Rafela Silva é fácil. Difícil é se perguntar: quantas pessoas você já não atrapalhou no meio de uma corrida?

O texto original você encontra em: https://medium.com/@newryo/o-que-me-deixa-puto-sobre-a-vit%C3%B3ria-da-judoca-rafaela-silva-6999826e5ecf#.rhmclf2cp

O melhor das Casas das Delegações

Você também já deve ter recebido aquela lista com todas as casas das delegações com respectivos endereços e horários via Whatsapp, né? Pois é, já que essa lista está circulando por aí, resolvi trazer pra cá somente o MELHOR das casas das Olimpíadas (minha opinião, gente!), afinal não é todo dia que a gente vê esse montão de gringos pela nossa cidade!

Casa do Catar

Endereço: Rua General Severiano, 159 – Botafogo (antiga casa Daros Rio)

Datas e horários de funcionamento: 5 a 21 de agosto (segunda a quinta-feira: das 18h às 22h; sextas e sábados: das 15h às 0h; domingos: das 15h às 22h).

Imperdível porque … A Gastronomia é assinada pelo chefe Alex Atala, existe um mercado tradicional com desfiles e atividades (Souq) ao ar livre e um “tour guiado” para apresentar a história do Qatar (disseram que é imperdível!).

Preço: R$ 20,00

 

Holland Heineken House

Endereço: Avenida Borges de Medeiros, 701 – Leblon (Clube Monte Líbano)

Datas e horários de funcionamento: 5 a 21 de agosto, das 11h à 1h.

Imperdível porque … Os holandeses já são conhecidos como um dos povos mais “festeiros” que existem e, na casa da delegação, eles prometem muita animação no que eles construíram um “Urban Beach Club”.

Preço: 45 euros (isso mesmo, em euros, poxa poxa :()

 

Baixo Suíça 2016

Endereço: Campo de beisebol, na Lagoa Rodrigo de Freitas

Datas e horários de funcionamento: de 1º de agosto a 18 de setembro, das 11h às 23h.

Imperdível porque … Me parece que foi a delegação que mais se preparou para receber os brasileiros e estrangeiros em sua casa. O espaço tem mais de 4000 m² e conta com um ringue de patinação no gelo, um teleférico, um globo de neve gigante, entre outros. O único problema é a fila nos finais de semana.

Preço: Gratuito! \o/

 

Casa da Áustria

Endereço: Av. Venceslau Brás, 72 – Botafogo.

Datas e horários de funcionamento: 5 a 21 de agosto, das 10h às 23h.

Imperdível porque … Ela arrasou no primeiro final de semana de Olimpíada, verdadeiro prêmio revelação. Todo mundo que foi falou que é, de longe, a casa mais animada. Rola DJs, drinks maravilhosos e uns pães tradicionais do país.

Preço: Gratuito! \o/

 

OliAle (Casa da Alemanha)

Endereço: Praia do Leblon (Em frente ao número 12 da Av. Delfim Moreira, ao lado do Canal do Jardim de Alah).

Datas e horários de funcionamento: 4 de agosto a 18 setembro, das 14h30 às 21h30.

Imperdível porque … Na verdade, os primeiros dias foram LOTADOS e muitos amigos reclamaram das filas para entrar e pegar bebida, além da falta de banheiro (para ir ao banheiro, é necessário sair da casa e enfrentar a fila novamente na entrada). Ainda assim, a vibe pé na areia + cerveja alemã + música ao vivo tem lá o seu charme.

Preço: Gratuito \o/

 

Pavilhão Dinamarquês

Endereço: Praia de Ipanema, Posto 10 (próximo ao Praia Ipanema Hotel)

Datas e horários de funcionamento: 2 a 21 de agosto, das 11h às 22h.

Imperdível porque … Eles vieram com uma vibe bem brasileira easygoing: vai ter aula de ioga, djs no pôr do sol e exposição sobre bicicletas. Além disso, três vezes por semana existe distribuição de cerveja gratuitamente. Opa!

Preço: Gratuito \o/

 

Club France

Endereço: Sociedade Hípica Brasileira – Av. Borges de Medeiros, 2448 – Entrada pela Lagoa Rodrigo de Freitas.

Datas e horários de funcionamento: 5 a 21 de agosto, das 12h às 2h.

Imperdível porque … Eu fui para assistir a abertura da Olimpíada e me arrependi, já que era também o dia da “estreia” do Club France. Darei uma segunda chance porque o local em si está bem legal, com foodtrucks, emissoras de TV e muita gente bonita. À noite, rolam umas festas bem badaladas com DJs franceses (a programação noturna completa do Rio você encontra aqui).

E vocês, gostaram de mais alguma? Contem aqui pra gente! 🙂

Que comecem os jogos!

De 5 a 21 de agosto, as Olimpíadas vão tomar conta do Rio de Janeiro. A cidade receberá muitos turistas e nós estamos super animadas para as festas os Jogos Olímpicos. Além das competições, o Rio de Janeiro sediará eventos incríveis pra quem adora uma festa. São tantas opções que fica até difícil organizar, mas tentamos separar algumas opções pra facilitar o planejamento:

 

Porto Maravilha:

13626959_643997832416289_8706335709353555834_n.jpg

O Centro Cultural Ação da Cidadania (CCAC) será transformado no Biergarten Rio, com programação de 22 de julho a 20 de agosto. A Fill the Cup, que agitou os jogos da Copa do Mundo, está de volta, nos dias 04, 07, 10 e 13 de agosto. Outro destaque na programação é a Feijoada da Berenice, no dia 23 de julho, com Samba de Santa Clara, Só Pra Contrariar e o DJ João Brasil. As atividades no Biergarten se encerram no dia 20 de agosto com o grandioso Baile do Zeh Pretim The Drunken Games Carnival. Do lado do Biergarten Riofuncionará o espaço denominado LED, com uma super programação de festas. Em alguns dias o LED funcionará como segunda pista do Biergarten.

Mais infos em: https://www.facebook.com/BiergartenRio/?fref=ts

 

Sociedade Hípica Brasileira:

FRANCA.jpg

O local será a casa da França nas Olimpíadas e sediará o Club France com as melhores festas da cidade produzidas por Privilege, Pacha e Cafe de la Musique. Apenas.

Pure Pacha faz as honras da casa no dia 6 de agosto, seguida da Privilège Mansion no dia 11 de agosto, Identidade Brasileira com Rodrigo Lampreia no dia 12, Café de La Musique no dia 13, Cabaret no dia 18, Dennis DJ no dia 19 e, pra encerrar, a Le Club Closing no dia 20 de agosto.

Mais infos em: https://www.facebook.com/leclubbrasil/?fref=nf

 

Al Mare:

Para quem gosta de uma aventura em alto-mar, a diversão começa antes dos jogos, no Madness Cruise. São 12 dias de cruzeiro, saindo no dia 24 de julho de Miami e chegando ao Rio de Janeiro no dia 4 de agosto, a tempo de pegar o começo dos jogos. A programação do cruzeiro inclui festas como Fica Comigo na PiscinaWarehouse On BoardMardi Gras,MalakaRocka RockaHashtagPartyFill The CupMain Event: White Party e muitas outras já conhecidas dos cariocas. O valor da aventura está estimado em R$3.500,00 + impostos.

Mais infos em: https://www.facebook.com/MadnessCruise/?fref=ts

 

Clube Monte Líbano:

Holland-Heineken-House.png

O lugar será transformado na casa da Holanda, mais conhecida como Holland Heineken House. Além de muita Heineken, será possível acompanhar os jogos, praticar alguns esportes (natação, basquete, futebol, etc), além de curtir muita música com DJs internacionais.

Mais infos em: www.hollandheinekenhouse.nl

 

FabriKa:

Durante as Olimpíadas, a antiga fábrica de papel no Alto da Boa Vista será a Casa da Floresta, com espaço multi-pistas e cinema ao ar livre para assistir os jogos. Muitas festas incríveis passarão por lá.

Mais infos em: https://www.facebook.com/fabrikaRj/?fref=ts

 

Palaphita Lagoa:

baixosuiça.jpg

Será a House of Switzerland Baixo Suíça com patinação no gelo, pista de corrida, shows, DJs e espaço gastronômico com direito a churrasco suíço e foodtruck.

Mais infos em: http://www.swissando.com.br/

 

MAM:

ArteCont1_2905rg-1

No MAM funcionará a Delegação Skol, com grandes festas com transmissão dos jogos durante todos os finais de semana. 

Mais infos em: http://www.skol.com.br/delegacao/

 

Praia do Leblon:

casaalemanha.jpg

Na altura do Jardim de Alah será montada a Casa da Alemanha, com exposições, gastronomia típica, atividades esportivas, transmissões dos jogos e música.

Mais infos em: www.cidadeolimpica.rio

 

Praia de Ipanema:

A Dinamarca ocupará as areias em frente ao Posto 10, com o Pavilhão Dinamarquês. A programação prevê DJs e shows noturnos, exposição de bicicletas dinamarquesas e uma casa de brinquedos para entreter o público infantil.

Mais infos em: www.cidadeolimpica.rio

 

Outros eventos:

Boteco Maravilha 2016

Data: 04/08

Local: The Beach House

https://www.facebook.com/events/272083506486724/

 

 Amor em Chamas

Data: 06/08

Local: Fabrika

https://www.facebook.com/events/975847979179664/

 

Do Leme ao Pontal

Data: 06/08

Local: MAM

https://www.facebook.com/events/499333280240469/

 

Labuta

Data: 08/08

Local: Palaphita Gávea

https://www.facebook.com/events/1799583350270317/

 

Errejota: O Baile Funk é Foda

Data: 12/08

Local: The Beach House

https://www.facebook.com/events/1132170010189652/

 

Palaphita Funk Clube apresenta MC Marcinho e Naldo

Data: 13/08

Local: Palaphita Gávea

https://www.facebook.com/events/1636680543322703/

 

Outros500: Full Moon Party

Data: 19/08

Local: The Beach House

https://www.facebook.com/events/1711338542460744/

 

Palaphita Funk Clube apresenta TH

Data: 19/08

Local: Palaphita Gávea

https://www.facebook.com/events/892056517588742/

 

Nosso sonho de Ouro

Data: 20/08

Local: Palaphita Gávea

https://www.facebook.com/events/1137262266296281/