Água Termal e suas mil e uma utilidades

Água termal não é só uma versão cara e em embalagem bonita da água mineral que bebemos (sim, tem gente que acha que é isso), apesar de ter aparência e textura iguais à água normal. Ela é um tipo particular de água, extraída das rochas, e tem uma concentração maior de minerais como sódio, magnésio, zinco, boro e manganês. Continue Lendo “Água Termal e suas mil e uma utilidades”

Anúncios

Bookcrossing e a arte de esquecer um livro

Levar um livro para ler no avião enquanto viaja e esquecer no bolsão da poltrona da frente. Emprestar um livro para um amigo e esquecer qual foi o amigo (e o safadinho nunca te devolver). Simplesmente perder o livro em algum lugar. Continue Lendo “Bookcrossing e a arte de esquecer um livro”

Shift 2 entrevista Marina Fracassi, do programa “Contagem Regressiva”

Dia dos Namorados chegando e enquanto muitos casais estão se preparando pra encher nossas timelines de declarações fofíssimas e fotos lindas, muitos solteiros podem estar se perguntando “até quando ficarei solteiro?” e com uma inveja louca dos casais fofos que vão invadir a timeline do Facebook… Esse “até quando?”, para Marina Fracassi, só depende de você! Marina criou o programa “Contagem Regressiva” para ajudar quem quer encontrar um parceiro pra casar e a gente bateu um papo super gostoso com ela!

Continue Lendo “Shift 2 entrevista Marina Fracassi, do programa “Contagem Regressiva””

5 presentes-experiências para o Dia das Mães

Está chegando um dos dias mais importantes do ano, porque ele homenageia a pessoa mais importante das nossas vidas (falo por mim, mas lógico que existem exceções): nossa mamy! E se a gente passa semanas pensando no presente para o namorado no dia dos namorados, tem que passar semanas pensando no da mãe também. Afinal, só porque o amor é incondicional não significa que a gente não tenha que fazer demonstrações de carinho e amor. 🙂

E para ajudar quem, diferente de mim (viva o meu bullet journal!), não se programou, trouxe algumas dicas de presentes. Vamos lá!

Day-spa

Que a minha mãe não leia esse post, porque essa foi a minha escolha para esse ano hihi. Cara, mães são para mim exemplos de pessoas multifuncionais: cuidam da casa, dos filhos, da saúde, da beleza, trabalham, dão carinho, fazem de tudo pela gente – pausa para respirar. E com isso mal têm tempo para relaxar. Existem a alguns lugares com pacotes bem bacanas, como o W Spa.

Viagem de final de semana

Se ela vai viajar com você – o que seria uma bela forma de fortalecer a relação – ou se você vai presenteá-la com uma viagem sozinha ou acompanhada, é uma escolha sua. Eu sou a favor de presentes-experiências (meus amigos sabem bem disso, meu namorado nem se fala! Kkk), acho que dar memórias é muito mais marcante que dar blusas ou calças.

Curso de meditação

Essa é para as mães que gostam da ideia de se conectar com seu eu interior e também não param para se dedicar a isso por conta da rotina. A gente sabe o quanto as práticas de meditação mudam a vida das pessoas para melhor. Por que não melhorar a vida das nossas amadas mamys? Eu fiz e recomendo o da Arte de Viver, mas há quem diga que é radical demais. Você escolhe! 🙂

Pulo de asa-delta

Esse aqui é para as mães aventureiras – definitivamente, não a minha. Pular de asa-delta, especialmente no Rio de Janeiro, é uma experiência deliciosa. A vista é linda, a sensação super gostosa (não tem aquela mega adrenalina como pular de para-quedas) e a única afliçãozinha pode ser a altura. Vale muito a pena! Mais uma experiência totalmente inesquecível.

Degustação de vinho

Para as mães mais gastronômicas, digamos assim, é uma bela pedida. Existem vários lugares no Rio onde você pode reservar uma degustação de vinhos com queijinhos e entradinhas acompanhada do sommelier da casa. O bacana é que além de ser uma experiência gourmet, é também uma forma de aprender mais sobre vinhos e descobrir o próprio paladar.

 

Gostaram das dicas? Se tiverem alguma outra ideia, deixem aqui nos comentários! 🙂

Booklet Journal: como se tornar uma pessoa organizada?

(Eu sei que esse título está meio auto-ajuda, mas é mesmo)

Há um tempinho eu escutei falar sobre o método do Booklet Journal, que foi criado por um americano como forma de ajudar as pessoas a ter um pouquinho de organização nessa rotina tão corrida que temos. Na época, não me interessei muito (até porque me sentia A pessoa organizada), mas resolvi testar o método para falar aqui.

Cara, já são 21 dias com meu booklet journal e posso dizer que eu não era uma pessoa nem um pouco organizada antes. Esse negócio de deixar tudo na cabeça é furada – a gente acaba esquecendo as coisas, propositalmente ou não. Eu, por exemplo, esquecia de malhar (quem nunca), se tinha comido direitinho (quem sempre), enfim. Adiava também várias coisas chatas que eu precisava fazer até o último minuto. E o booklet foi tipo passe de mágica!

Vou falar como estruturei o meu, mas a ideia original é você estruturar do jeito mais funcional para a sua rotina, ok?

1. Índice – para ser sincera, nunca usei essa folha, mas deixei separada aqui para ir colocando os capítulos e páginas. Talvez quando o livrinho estiver grosso eu precise consultar.

2. Legendas – isso é bem importante. Eu criei o meu próprio código para sinalizar algumas coisas no meu booklet. Por exemplo:

  • quadradinho = tarefa
  • exclamação = atenção garota, não esquece disso!
  • bolinha = coisas que eu quero pesquisar um dia, mas não necessariamente uma tarefa (gente, sou muito maníaca do google … quem me conhece sabe)
  • quadradinho pintado de verde = tarefa realizada
  • quadradinho pintado de laranja = tarefa adiada
  • quadradinho pintado de vermelho = tarefa não cumprida / não quero mais cumprir

Por enquanto essas são as minhas legendas, mas com o tempo eu incluo novas caso ache necessário. Por que elas são importantes? Gente, qualquer pessoa com autocrítica gostará de ver suas páginas todas verdinhas. Esse é o segredo! 🙂

to do

3. Calendário Mês – no meu caso eu fiz uma listinha com todos os dias do mês e sinalizei datas importantes. Por exemplo: aniversário da minha sobrinha, um casamento etc.

4. Tracking do mês – a minha parte favorita. Coloquei alguns critérios que eu queria acompanhar dia a dia da minha rotina e fiz uma tabela. Se eu cumprisse no dia, verde; se fizesse meia boca, amarelo; e se não fizesse, vermelho. Fiz uma tabela por semana para ter tipo uma nota da minha performance nos meus atributos, que foram: academia, alimentação saudável, meditação e sono (para mim, os pilares de uma vida plena).

tracking 1.jpg
Óbvio que o meu não é assim, mas olha que fofo!

5. Day-by-day – Aí é aquela coisa de listinha mesmo. Todo dia eu chego no trabalho e faço a minha listinha de objetivos / tarefas / pontos a ter atenção do dia. E depois completo com as cores que falei ali no tópico da legenda. Ajuda muito a se organizar, priorizar coisas e deixar a mente mais livre para o que importa: pensar.

day by dat.jpg

Se quiserem se aprofundar nesse assunto, é só colocar a expressão booklet journal no Google. O céu é o limite! 🙂

DIY: Coroas de Sereia pro Carnaval

Eu sei, eu sei. Se você pesquisar na internet vai achar milhões de tutoriais mirabolantes ensinando a montar uma coroa de sereia.

Ha-ha, mas esse não é mirabolante. Na verdade é super simples! Ideal para uma fantasia improvisada. 🙂

Você vai precisar de:
– uma coroa de princesa de plástico (essa que vende no camelô mesmo)

– fita crepe branca

– pistola de cola quente

– conchas / miçangas / pedras / o que você achar bonito

Primeiro, comece encapando a coroa de sereia com a fita branca. Não precisa ficar perfeito, é só para criar uma superfície aderente para a cola.


Em seguida, com a pistola de cola quente, vá colando as conchas e miçangas maiores.

Por fim, passe cola quente nos espaços “em branco” e jogue as miçangas menores para preencher (purpurina também fica bem legal viu!).


Voilá! Está pronta 🙂

Galãozinho do amor

Economizar no carnaval é preciso e para dar uma amenizada nos prejuízos, a gente resolveu adotar o galãozinho do amor neste carnaval. É um galão mesmo, daqueles de água no escritório, só que em versão reduzida ( “só” 1,5l de bebida). Separamos 3 receitas de drinks fáceis e refrescantes para você levar para os bloquinhos e ser feliz:

 

1)    Clericot de vodka

Clericot é uma versão afrancesada da sangria espanhola, mas como é carnaval e a gente quer economizar, vamos adaptar pra vodka, ok? Então você vai precisar de 1 garrafa de vodka, frutinhas e H2Oh de limão. Coloque 300ml de vodka no galãozinho, corte as frutinhas, coloque 1l de H2Oh de limão e misture. Preencha com gelo até lotar o galãozinho e se joga!

 

IMG-20170220-WA0003.jpg

2)    Mojitão

Você vai precisar de hortelã, rum branco, suco de limão, água com gás e açúcar. Coloque 500 ml de água com gás, 500ml de rum branco, 150ml de suco de limão, 8 colheres de sopa de açúcar, hortelã amassada à gosto (pra soltar aquele saborzinho da hortelã). Misture e preencha com o gelo até lotar o galãozinho.

 

3)    A tradicional e preguiçosa vodka com suco

Um clássico de pré-night, perfeito pra quem tem pressa, está atrasado pra ir pro bloco ou tem preguiça mesmo. Você vai precisar de 1 garrafa de vodka e 1 garrafa de suco de sua preferência. Coloque 300ml de vodka, 1 litro de suco e preencha com gelo. Misture e vá!

img_20170219_140514_666

 


Onde encontrar o galãozinho? Nessas lojas que vendem plástico tem e custa em média R$10,00.