RIR Get the look!

Hoje o Rock in Rio começa oficialmente e nós, cariocas que somos, estamos mega ultra animadas. Aliás, Little Monsters me perdoem, mas eu simplesmente amei que teremos dose dupla de Adam Levine viu! E para comemorar isso, hoje o Pelas Ruas vai trazer dicas de looks inspiradas nas músicas do Maroon 5.

Continue Lendo “RIR Get the look!”

Anúncios

5 itens para uma necessaire básica

Sempre fui super desleixada com pele e cabelo, mas ultimamente tenho investido um pouquinho mais em produtinhos para maquiagem e cuidado com a pele. Continue Lendo “5 itens para uma necessaire básica”

Missão madrinha: onde alugar vestidos?

Chegar perto dos 30 anos é assim mesmo, gente. As festas de formatura finalmente vão se esgotando e nossos amigos começam a casar e construir as suas famílias. Tudo isso é lindo e mais que desejado, porém carrega junto uma missão complicada para as convidadas: “com que roupa eu vou?!

Quem me conhece sabe que o consumismo está nas minhas veias (hahaha), mas tenho tentado viver uma vida um pouquinho mais minimalista. Um belo dia eu estava arrumando minha mala para um casamento fora do Rio e me dei conta de que, apesar de ter cinco vestidos dentro do armário, nenhum me agradava / combinava com o estilo do casamento.

E foi aí que comecei a olhar com bons olhos as lojas de aluguel de vestido de festa. A vantagem é que você paga menos e a desvantagem é que paga para usar apenas uma vez (o que no meu caso também é uma vantagem, dado que eu normalmente pago caro e só uso uma vez também hihi).

Vamos a algumas opções (o @ é do perfil do Instagram!):

Powerlook (@powerlook_)

Essa é a única que posso super opinar porque já aluguei dois vestidos lá. Você pode alugar online ou ir a uma das duas lojas (uma na Barra da Tijuca e outra em Ipanema) e experimentar antes de alugar. Eu recomendo ir até a loja por dois motivos: as peças pessoalmente são outra coisa e experimentando eles fazem ajuste!

Os modelos são super modernos e lindos.

powerlook

Clube do Vestido (@clubedovestidobrasil)

Esse é mais para uma madrinha para casamento a noite, porque a maioria dos vestidos é com brilho ou transparências. Não é o meu estilo, mas tem seu público! A loja fica na Barra da Tijuca também.

clube do vestido.png

Clube dos Cabides (@clubedoscabides)

Essa fica em Nikiti e tem de tudo: desde um vestido mais liso de convidada normal até aquele bem glamuroso para as madrinhas. Ótima opção para quem está do outro lado da poça. Hehe

clube dos cabides.png

Dress & Go (@dress_and_go)

Acho que no Brasil foi um dos primeiros “closets sustentáveis”, mas infelizmente o showroom fica em São Paulo. Nesse caso, vale alugar online e conferir certinho se a medida do vestido é a sua medida. Senão é aquele problema de ajuste! 😦

dress and go.png

Closet Me (@closet.me.oficial)

Mais uma que fica em São Paulo, mas envia para o Brasil todo. Tem uns vestidos bonitos, mas também tem uns meio bregas. O forte da loja são os modelos lisos, então é ótimo para madrinhas que estão em busca de um tom bem específico.

closet me.png

 

Se conhecerem mais alguma loja legal, contem para a gente tá? Seremos convidadas e madrinhas de muitos casamentos esse ano! Rs …

Coachella 2017: Tendências & Inspirações

O Coachella é um festival de música e arte que acontece todo ano na Califórnia, no Coachella Valley (a gente contou sobre ele aqui). A verdade é que para as fashionistas, o Coachella poderia ser considerado um “trend festival”, porque é só observar o estilo da galera para saber o que estará nas lojas nos próximos meses.

Esse ano são esperadas algumas tendências novas, mas sempre com aquela pegada boho do tipo essa-mistura-de-coisas-acaba-ficando-mega-estilosa ou então parece-que-não-gastei-nada-com-esse-look-mas-deixei-as-calças.

(Estou super brincando, ok? Eu amo o estilo boho por ser super confortável e ter menos regrinhas,mas o pessoal dá uma exagerada braaaaaba)

Bijus no pescoço, nos braços, nas pernas e onde mais você quiser

Como bijus leia-se também as flash-tattoos, que ainda permanecem como tendência forte no festival. A ideia é uma vida com menos regras, então as correntes podem ser penduradas onde a pessoa bem entender. Confesso que fiquei confusa em como colocar uma pulseira (ou cordão, nem sei) de coxa, mas segue o jogo.

Lingerie a mostra

Essa não é uma tendência muito nova e muito menos específica do Coachella. Eu sempre me perguntei porque a gente não podia sair na rua com as lingeries, porque é cada uma mais linda que a outra e dá pena de deixar escondido. Pois bem, agora não só podemos como devemos (e elas estão ainda mais lindas).

Tecidos, muitos tecidos

Saias longas, pantalonas, o que mais você quiser. A ideia não é cobrir as pernas, mas dar fluidez. O festival dura o dia inteiro, então conforto é imperativo. O único problema é a poeira que sobe por lá, já que o festival acontece num lugar desértico. Vale apostar nas mídis, hein? #mudandoatendencia

Tranças, coquinhos e cabelos despenteados

Não sei vocês, mas por um bom tempo Coachella para mim era sinônimo de coroa de flores e chapéus estilosos. Só que isso não traz conforto (quem usa sabe: uma hora cansa e você quer jogar fora) e não é a ideia do festival. Então a tendência desse ano é abusar das tranças e dos coquinhos com aquele ar despretensioso.

 

Infelizmente, eu não vou ao festival esse ano, mas sei que a Rosa Chá está com uma coleção chamada “Festivals” só com looks nessa linha. Vale visitar o site e dar uma olhada! 🙂

Purpurinou <3

Gente, se tem alguém reinando nesse Carnaval, o nome desse alguém é Purpurina. Chegou chegando, tirou a graça dos strass e pérolas coladas no rosto, grudou nos corpos das meninas E dos meninos e ainda criou polêmica por conta da poluição dos mares e rios. Se isso não é personalidade ….

Brincadeiras à parte (ou não, é Carnaval gente), a purpurina está em tudo MESMO. Eu e a Babi quase não gostamos, então viemos aqui dar algumas dicas para purpurinar o seu Carnaval esse ano.

Para purpurinar de bem com o meio-ambiente

Pois é, gente, como a purpurina é feita de microplásticos, esses demoram muito tempo para se decompor e acabam poluindo nossos rios e mares. Mas brasileiro que é brasileiro não desiste nunca e acharam uma alternativa eco-friendly, que é utilizar o glíter comestível de confeiteiro.

A parte boa é que se escorrer pra boca fica até docinho!

Para deixar a purpurina intacta o bloco inteiro

A minha no caso fica intacta por quase uma semana, mas quem sua muito é normal perder o seu brilho durante o bloco. A dica é, então, utilizar vaselina para fixar bem o pózinho. Se for utilizar a opção eco-friendly, tem que ser com vaselina mesmo porque o suor ou a saliva (sim, tem quem faça isso) pode derreter a purpurina.

Para tirar a purpurina do corpo e do rosto

É né gente, porque segunda somos todos trabalhadores novamente. Aqui, a dica é fácil: demaquilante com uma suave esfoliação no rosto e esfoliação mais intensa para o corpo. Li num site que também ajuda pegar uma fita adesiva e ir “colando” nas purpurinas mais insistentes. Mas tenham cuidado para não irritar a pele, hein!

 

E se você não quiser colar purpurina em você de jeito nenhum, temos uma solução. As marcas cariocas que não são bobas nem nada também entraram nessa onda e lançaram coleções bem brilhosas, estilosas e lindas para a melhor festa do ano.

Vamos às inspirações de sempre!

FARM

Sempre, né. E eu fico até na dúvida se a tendência veio antes da Farm ou a Farm antes da tendência, porque a galera lá manda muito bem nas criações, sempre com a alma do carioca. Dessa vez, além das roupas super brilhantes, a Farm trouxe um coletivo chamado “Alma de Purpurina”. Olha que maneiro (apesar de que não sei se eu usaria, achei meio Star Wars haha)!

 Três

Lembram da Três? A gente falou dessa marca nesse post aqui. Fui na loja ontem e só dá brilho. Tem body, hot-pants, saia e até capa de mulher maravilha. Tudo bem purpurinado e carnavalesco. Quem está querendo uma roupa para curtir um camarote ou festa de Carnaval pre-ci-sa dar um pulo lá. É de morrer!

Dress To

Achei ela um pouco tímida esse ano em relação ao Carnaval, mas pelo menos lançaram um maiô cavado dourado bem brilhoso e bonito. Vale olhar só ele no site (falo mesmo hehe)!

blog-2

Sabem de mais alguma técnica ou marca que apostou nas purpurinas? Conta pra gente! 🙂

Muahuaha, Halloween is coming!

Está chegando a data de uma das festas que eu mais gosto do ano todo – não só porque é na véspera do meu aniversário e porque foi tema de todas (t-o-d-a-s) as minhas festinhas, mas porque é dia de colocar a imaginação pra funcionar!

Se você está na dúvida de qual fantasia usar – é obrigatório, vamos às nossas inspirações para usar no dia. Ah, lembrando que as melhores festas a gente posta já já no Boas do Findi!

Unicórnio

Ah gente, sempre quis me fantasiar desse animalzinho so fluffy I’m gonna diiiiie (se você não viu Meu Malvado Favorito, finja que entendeu o que eu quis dizer)!

Você precisa de: um maiô branco com sainha de tutu, uma maquiagem bem arco-íris e um chapeuzinho super fácil de fazer em casa.

Sereia

Eu sei que não tem taaaaanto assim a ver com Halloween, mas essa moda de “sereismo” conquistou a gente e seria um ótimo pretexto para ser essa princesa do mar por um dia.

Você precisa de um body preto, uma saia de sereia (isso talvez dê um pouco de trabalho para achar ou mandar fazer) e uma maquiagem mega doida. O truque para fazer essa mão é usar uma redinha daquelas que a gente usava no cabelo pra fazer balé quando era pequena e uma tinta spray!

 

Bruxa

É o lugar-comum do Halloween, eu sei! Mas quem disse que não dá para reinventar o lugar-comum? Há dois anos eu e mais duas amigas nos vestimos de bruxas e criamos a nossa fantasia conjunta de “seita maligna”. Todos os itens da nossa fantasia foram comprados no Saara (inclusive o caldeirão)!

 

E vocês, tem alguma sugestão? Na hora do aperto sem ideia de fantasia, vale aquela roupa preta, cabelo bagunçado e maquiagem super caprichada também hein! Só não vale ir fantasiado de si mesmo – quer dizer, em alguns casos até vale. Hihi.

Estampas fofas e a Antix

Outro dia precisei comprar com urgência um vestido para um casamento que aconteceria durante o dia. Quem me conhece sabe que eu só gosto de roupas clarinhas, mais “menininha”, sem estampas muito fortes. Parti então para o shopping nessa missão – e bota missão nisso, porque para completar eu visto tamanho 34.

Foi então que dei de cara com a Antix, que fica no Barra Shopping. No Rio de Janeiro, é a única loja da marca, mas se você não mora na Barra vale a viagem, viu? A minha escolha (nada fácil porque eu queria tudo que via pela frente) foi um vestido longo florido que coube em mim mais soltinho, sem necessidade de fazer ajustes. A única coisa chata foi que o P de lá me pareceu maior que nas lojas tradicionais. 😦

A Antix investe muito nas estampas estilo “cute” e numa modelagem mais anos 80, com comprimento midi e cinturinha marcada. É romantismo misturado com vintage, tudo que eu amo.

Essas são algumas peças da campanha atual (experimentei a maioria delas hahaha)!

A marca é originalmente de São Paulo, mas já tem lojas no Rio de Janeiro e Pernambuco também. Ah, eles também vendem online! \o/