Shift 2 entrevista Marina Fracassi, do programa “Contagem Regressiva”

Dia dos Namorados chegando e enquanto muitos casais estão se preparando pra encher nossas timelines de declarações fofíssimas e fotos lindas, muitos solteiros podem estar se perguntando “até quando ficarei solteiro?” e com uma inveja louca dos casais fofos que vão invadir a timeline do Facebook… Esse “até quando?”, para Marina Fracassi, só depende de você! Marina criou o programa “Contagem Regressiva” para ajudar quem quer encontrar um parceiro pra casar e a gente bateu um papo super gostoso com ela!

S2: Marina, como tudo começou? Como você teve a ideia de criar esse programa de relacionamento?

MF: Minha vida de solteira foi um grande meme ambulante, rsrs. Namorei 6 anos um cara e o término foi muito traumático. A gente continuou ficando por um tempo e em um determinado momento ele me ligou em uma madrugada para me contar que iria viajar para Paris com a nova namorada dele. Foi a gota d`água: a partir daí eu comecei a tentar entender porque os caras que eu gostava não gostavam de mim e o que eu fazia de errado. Eu sentia que fazia tudo errado e queria entender isso. Sempre vinha na minha cabeça a frase “a vida é mais do que isso”. Aí comecei a estudar muito. Foi como tudo começou. E comecei a namorar o homem da minha vida três meses depois que eu comecei a aplicar essa metodologia.

S2: Mas estar num relacionamento não é algo que dependa só da gente… Não podemos forçar ninguém a estar com a gente ou a gostar da gente… Às vezes a gente faz tudo certo, sai sempre linda, trata as pessoas com carinho e não rola…

MF: A gente pode estar linda e brilhar muito sozinha, mas muitas vezes a gente não brilha por dentro. Somos como antenas. Tudo o que a gente vibra ressoa e volta pra gente. Então fica sim na sua mão atrair o que você quer. Se você quer do fundo do seu coração casar, vai ter alguém que do fundo do coração também queira e vocês vão se encontrar. Tudo é uma questão de energia, mas você tem que saber vibrar nessa energia.

18765581_1538151359562704_2126817321966186031_n

“A escolha profissional mais importante que a gente pode tomar é a escolha do nosso parceiro”

S2: No “Contagem Regressiva” você diz que acredita que casais felizes transformam a sociedade em algo melhor. Explica um pouco sobre isso?

MF: Quando você está em um relacionamento feliz, acaba extravasando isso para as outras áreas da sua vida e para as pessoas ao seu redor. Todo mundo pergunta o que você quer ser quando crescer, mas ninguém pergunta quem você quer do seu lado. Uma executiva do Facebook disse em uma entrevista que a escolha profissional mais importante que a gente pode tomar é a escolha do nosso parceiro e eu concordo muito com isso. É por isso que muitos casais desandam depois de um tempo; os valores não batem… Muita gente está casando com aquele pensamento de “é o que tem pra hoje” e não com o verdadeiro amor da sua vida.

S2: E o que você faz no “Contagem Regressiva”?

MF: Desbloqueio os pensamentos. Falo para as mulheres que participam do programa que elas podem atrair o que elas querem pra vida delas através dos pensamentos. Temos alguns pensamentos que cresceram com a gente… por exemplo: “homem é tudo igual”, “homem é tudo galinha”, “homem só pensa em sexo”… A gente se sabota o tempo todo com esse tipo de pensamento.

S2: E de que forma esses pensamentos atrapalham alguém de encontrar a pessoa certa?

MF: Tudo é energia. Se você pensa que “homem é tudo galinha” e que “homem só quer sexo”, só vai atrair pra sua vida homens que não querem nada com você, que não querem relacionamento sério. Pra você mudar os frutos (resultados), você precisa mudar as raízes (pensamentos). A gente sempre ouve alguém falar que não está atraindo caras interessantes, mas a questão não é essa… É que não está atraindo o cara certo.

S2: Você está falando o tempo todo de relacionamento homem-mulher… E os relacionamentos homossexuais? 

MF: Nunca tive cliente homossexual, mas se um dia tiver, o trabalho será o mesmo. A metodologia é a mesma. Todo mundo quer ser feliz no amor, não importa se é gay, hetero, brasileiro, europeu, japonês… Todo mundo quer ser feliz.

S2: Conta um pouquinho de como funciona o “Contagem Regressiva”…

MF: São dois programas onlines: uma turma com duração de cinco semanas com uma aula por semana. Em cada módulo a gente aborda um tema. É em grupo e muito legal! O outro programa é individual e aí a gente consegue trabalhar especificamente em cima do(s) pensamento(s) que estão bloqueando a pessoa. São 10 sessões de 40 minutos, uma por semana. E aí é assim: o que está te bloqueando? Vamos desbloquear!

S2: E como é o processo?

MF: Uma das ferramentas que eu aplico é o Tapping. O Tapping é muito usado lá fora para curar traumas. Você aciona com os dedos os pontos da acupuntura e com leves toques você pressiona esses pontos e vai falando seus pensamentos. Serve para liberar essas emoções. Muitos pensamentos ficam enraizados porque estão carregados de sentimentos e tudo o que a gente pensa, a gente aprendeu a pensar. O Tapping serve para liberar essas emoções e desbloquear esses pensamentos que atraem o que a gente não quer.

S2: De acordo com esse pensamento de “você atrai o que você vibra” e do “tudo é energia”, você diria que a traição é culpa da pessoa traída que vibrou por isso?

MF: Não digo que é culpa. É responsabilidade dos dois. Cada um colaborou de uma forma. Não somos vítimas das circunstâncias, a gente cria o que quer com nossos pensamentos, porque a gente sente e o sentimento atrai.

S2: E quem está há muito tempo solteiro…

MF: É porque de alguma forma tem algum medo que bloqueia de entrar num relacionamento. Eu comecei a estudar porque não entendia e não aceitava mais ficar solteira. Via tanta gente namorando… Ficava me questionando “por que tem tanta mulher baranga namorando e eu tô solteira?”. Eu pensava que o problema era com o exterior. Entrei firme na academia, alisei o cabelo, comprei roupas novas, fiz clareamento nos dentes e nada disso adiantou, porque eu descobri que o importante não é o que está fora, mas o que está dentro. E comecei a cuidar do meu interior.

S2: Aprofundando um pouco mais esse papo e indo pro Bauman. A gente fala muito no conceito de modernidade líquida e no amor líquido… Os relacionamentos atuais estão líquidos. É muito comum ver casos de pessoas que saem uma, duas, três vezes e depois um começa a se afastar do outro até desaparecer completamente (o ghosting). Como você avalia isso?

MF: Isso é um mecanismo de defesa, porque somos todos traumatizados e muitas vezes não sabemos desses traumas. Os relacionamentos estão líquidos? Muita gente diz que sim, mas também muita gente está casando. A indústria de casamentos é uma das que mais cresce, mesmo na crise.

S2: E você dá algum tipo de garantia no “Contagem Regressiva”, tipo “trago seu amor em 3 dias”?

MF: Se estiver no Brasil eu trago em três dias, rsrs… A garantia é: se você não gostar do curso eu devolvo seu dinheiro. Trabalho com desbloqueio de pensamentos para ajudar você a alcançar seu objetivo. Cada um tem seu pensamento para desbloquear. O legal é entender o que você quer e que você tem o poder e a capacidade de cocriar o que você quer da sua vida. Já tive 20 alunas desde que o programa foi lançado, no início do ano, e já tem gente me mandando convite de casamento…

18402636_1518389701538870_7635644378553955985_n

S2: Além da ferramenta do Tapping, que outras técnicas você aplica?

MF: O primeiro exercício é a lista do amor, em que você enumera as características da pessoa que você quer na sua vida. São 10 características que você acredita que sejam essenciais para seu futuro marido/esposa. Você quer um cara inteligente? Bem-humorado? Loiro? Fiel? Alto? E aí você começa a pensar no que é importante para você. É pra deixar alguns itens flexíveis também porque não estamos encomendando uma pizza, né… Você tem que ver o que é essencial para acordar daqui a 30 anos ao lado dessa pessoa e saber que você fez a escolha certa.

S2: E você atende somente solteiros ou tem gente que namora e te procura?

MF: Também atendo pessoas que já namoram e que ou estão inseguras se a pessoa é a pessoa certa, ou que briga muito ou que tem muito ciúme…

“Você é o maior amor da sua vida”

S2: E que dica você deixa pros solteiros no dia dos namorados?

MF: Se trate como você gostaria de ser tratado nesse dia. Se você gostaria de receber flores, se compre flores. Se você gostaria de sair pra jantar, saia pra jantar sozinho ou então chame um amigo… Se mande coração no whatsapp, poste uma foto sua bonita, se declare… Você é o maior amor da sua vida.

Pra quem ficou interessado, a nova turma do “Contagem Regressiva” começa no dia 14/06 e as inscrições podem ser feitas pelo e-mail info@marinafracassi.com.br ou pela página do facebook.

A Marina também disponibiliza um e-book gratuito para quem quiser saber mais sobre o programa: download aqui!.

Anúncios

Autor: Babi

Carioca, DJ, botafoguense, comunicadora, viajante e sonhadora que quando fica inspirada brinca de ser escritora.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s