Booklet Journal: como se tornar uma pessoa organizada?

(Eu sei que esse título está meio auto-ajuda, mas é mesmo)

Há um tempinho eu escutei falar sobre o método do Booklet Journal, que foi criado por um americano como forma de ajudar as pessoas a ter um pouquinho de organização nessa rotina tão corrida que temos. Na época, não me interessei muito (até porque me sentia A pessoa organizada), mas resolvi testar o método para falar aqui.

Cara, já são 21 dias com meu booklet journal e posso dizer que eu não era uma pessoa nem um pouco organizada antes. Esse negócio de deixar tudo na cabeça é furada – a gente acaba esquecendo as coisas, propositalmente ou não. Eu, por exemplo, esquecia de malhar (quem nunca), se tinha comido direitinho (quem sempre), enfim. Adiava também várias coisas chatas que eu precisava fazer até o último minuto. E o booklet foi tipo passe de mágica!

Vou falar como estruturei o meu, mas a ideia original é você estruturar do jeito mais funcional para a sua rotina, ok?

1. Índice – para ser sincera, nunca usei essa folha, mas deixei separada aqui para ir colocando os capítulos e páginas. Talvez quando o livrinho estiver grosso eu precise consultar.

2. Legendas – isso é bem importante. Eu criei o meu próprio código para sinalizar algumas coisas no meu booklet. Por exemplo:

  • quadradinho = tarefa
  • exclamação = atenção garota, não esquece disso!
  • bolinha = coisas que eu quero pesquisar um dia, mas não necessariamente uma tarefa (gente, sou muito maníaca do google … quem me conhece sabe)
  • quadradinho pintado de verde = tarefa realizada
  • quadradinho pintado de laranja = tarefa adiada
  • quadradinho pintado de vermelho = tarefa não cumprida / não quero mais cumprir

Por enquanto essas são as minhas legendas, mas com o tempo eu incluo novas caso ache necessário. Por que elas são importantes? Gente, qualquer pessoa com autocrítica gostará de ver suas páginas todas verdinhas. Esse é o segredo! 🙂

to do

3. Calendário Mês – no meu caso eu fiz uma listinha com todos os dias do mês e sinalizei datas importantes. Por exemplo: aniversário da minha sobrinha, um casamento etc.

4. Tracking do mês – a minha parte favorita. Coloquei alguns critérios que eu queria acompanhar dia a dia da minha rotina e fiz uma tabela. Se eu cumprisse no dia, verde; se fizesse meia boca, amarelo; e se não fizesse, vermelho. Fiz uma tabela por semana para ter tipo uma nota da minha performance nos meus atributos, que foram: academia, alimentação saudável, meditação e sono (para mim, os pilares de uma vida plena).

tracking 1.jpg
Óbvio que o meu não é assim, mas olha que fofo!

5. Day-by-day – Aí é aquela coisa de listinha mesmo. Todo dia eu chego no trabalho e faço a minha listinha de objetivos / tarefas / pontos a ter atenção do dia. E depois completo com as cores que falei ali no tópico da legenda. Ajuda muito a se organizar, priorizar coisas e deixar a mente mais livre para o que importa: pensar.

day by dat.jpg

Se quiserem se aprofundar nesse assunto, é só colocar a expressão booklet journal no Google. O céu é o limite! 🙂

Anúncios

Autor: Lucy

Formada em Publicidade & Propaganda, é curiosa de nascença e carteirinha. Ah, e apaixonada também: por viagens, por gastronomia, por moda, por marketing e tudo mais de curioso o mundo tiver para oferecer! S2

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s